Minimalismo – Sobre ter uma vida mais simples


b0b3992edddca19a61620ebe98e8bea3

A gente tende a sempre estar insatisfeito com alguns aspectos das nossas vidas, e isso é normal. É através desse desconforto que podemos seguir a diante e melhorar. Em um desses momentos acabei conhecendo o minimalismo. Você já deve ter lido em alguma revista de decoração ou blog de moda. Eu também, mas não sabia que o minimalismo era muito mais que um conceito estético. E é sobre essa filosofia de vida que vim compartilhar com vocês. Meu primeiro contato foi com o documentário que está disponível na Netflix ‘Minimalism’: Um documentário sobre as coisas importantes. Ao contrário do que a publicidade quer que a gente acredite, nós não somos os objetos que possuímos. É sobre isso que o minimalismo fala, de como o fato de possuir menos coisas e ter uma vida simples pode nos trazer mais felicidade.

O minimalismo não tem a ver com deixar tudo de lado, abandonar seus bens, lutar contra o sistema e viver em um mosteiro. É sobre conseguir enxergar o real significado das coisas. Jim Carrey disse a seguinte frase “Eu acho que todo mundo deveria ficar rico, famoso e fazer tudo o que sempre sonharam, para que possam ver que essa não é a resposta. ” A vida não é sobre acumular coisas, não é sobre ter um vestido de 1milhão de dólares. Diante de tantas aquisições desnecessárias acabamos de nos perder em uma vida bagunçada, sem sentindo e sem nenhuma satisfação pessoal.

De forma prática eu comecei pelo meu quarto e guarda-roupa. É incrível como acabamos tendo roupas que não usamos mais, que não nos servem ou que simplesmente não gostamos. E a facilidade com que compramos coisas totalmente desnecessárias é de impressionar. Eu acabei adquirindo o livro Menos é mais da Francine Jay e com ele ganhei o ebook Minimalismo – Simplifique sua vida. Estou ainda no começo dessa nova jornada de tentar organizar minha vida. Mas fiz o propósito de não comprar nada durante 3 meses e vou compartilhar como vai ser aqui no blog. No início parece tudo sobre não morrer por não ter o salto da vez ou sobre organizar o espaço, porém com o tempo fui percebendo que é também sobre arrumar a bagunça que temos por dentro.

E vocês já tentaram algo parecido? Escreva nos comentários, quero saber tudo!

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

3 Comments

Add Yours
  1. 1
    Laryssa Machado

    Oii Tatielly, atualmente eu tenho olhado tanto para mim mesma na hora de comprar algo: eu preciso mesmo ou só vou comprar por compulsão? aliviar algum problema de modo rápido? Ainda não apliquei o minimalismo totalmente em minha vida, mas sempre paro e penso se realmente preciso adquirir mais para ser realmente feliz. Este documentário já está na minha lista do Netflix e quero assistir ainda esta semana. Ótimo post.
    abraços
    http://www.larydilua.com

  2. 2
    Josi Anacleto

    É incrível quando a gente percebe que ter uma coisa que as vezes é objeto de desejo de tanta gente não faz a gente feliz. Eu estou começando a aprender mais sobre o minimalismo e a cada dia me sinto mais feliz comigo mesma porque a sensação de ter muitas coisas parece um peso. Quando eu retiro coisas minhas para doar ou vender me dá uma paz e só de não sentir a vontade de comprar qualquer coisa para impressionar alguém é fantástico. Eu tenho me sentido mais leve! Muito bom seu post, fiquei curiosa para acompanhar sua mudança <3 Bjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *